Fusíveis CC Sim / Fusíveis CC Não

Mergulhamos novamente entre as vossas consultas para fazer flutuar uma nova entrada deste blog técnico à qual esperamos responder, ou pelo menos, exclarecer algumas questões que encontrem na hora de dimensionar os vossos sistemas fotovoltaicos industriais - comerciais.

São necessários os fusíveis de corrente continua em cada string?

Depende...(diz o nosso colega galego do Serviço Técnico, Oscar Camiño) e não o dizemos nós, diz a norma IEC62548 que estabelece quando é obrigatório utilizar fusíveis de CC para proteger os strings da nossa instalação fotovoltaica.

Básicamente baseia-se em uma simples equação:

 

Ecuación

Não se assustem, o que diz esta equação é que apenas é necessário usar fusíveis CC quando a corrente de curto-circuito de N-1 string (Sendo N o número total de strings) supera a máxima corrente de fusível establecida pelo fabricante do módulo.

Vejamos com um exemplo. Suponhemos que queremos instalar 75kWp aprox. numa adega (Aqui cada um pode imaginar o vino que mais lhe agrade) e escolhemos instalar um fabricante de módulos top 5 da lista Tier 1 JA Solar parece-vos bem? Agora é o momento de escolher o módulo de tecnologia predominante no mercado, e não me digas que ainda não sabes o que é a tecnologia PERC,  neste caso optamos pelo módulo JAM60S01-310/PR. Vamos analizar a sua ficha técnica:

Como podemos comprovar, a corrente máxima de curto-circuito é de 9.91 A (Isc), enquanto que a corrente de fusível máximo é de 20 A. Façamos um cálculo simples:

(3-1) x 9.91 A = 19.82 A < 20 A

Isto quer dizer que seria possível instalar 3 strings em paralelo sem necessidade de fusíveis. Muito bem, Posso instalar 4? Vamos ver:

(4-1) x 9.91 A = 29.73 A > 20 A

Parece que não. Ou seja, apenas poderemos colocar até 3 string em paralelo num mesmo MPPT sem necessidade de fusíveis de CC.

Perfeito, já temos o nosso módulo selecionado e sabemos que não podemos instalar mais de 3 string em paralelo sem necessidade de fusível de CC. Agora vamos escolher o nosso inversor industrial. Evidentemente isto tem muito mais sentido quando trabalhamos com inversores multistring, que apresentam mais de uma entrada por cada MPPT, assim, além dos fusíveis CC, também podemos poupar nas caixas de paralelos (ou combiner boxes). Pensado que o inversor Huawei 60KTL pode-se adaptar bastante bem à nossa instalação já que tem 6 MPPTs e 2 entradas em cada um.

Se instalarmos 2 string por cada MPPT, estaremos por baixo dos 3 string máximos que nos obrigariam a colocar fusíveis de CC . Se além do mais estes inversores realizarem um diagnóstico da curva I-V de cada string, perfeito. Assim poderemos detetar de forma anticipada se algum dos nossos strings não funciona corretamente.

Vejamos como fica a nossa instalação fotovoltaica:

Esquema

Já sabem, hoje falamos do que a norma nos obriga. De qualquer forma, cada “macaco no seu galho”... existem instaladores que preferem investir em segurança e utilizar sempre fusíveis de CC e outro que... bom, melhor não falar deles...

E tu o que fazes? Proteges sempre as tuas strings ou adaptas-te às normas?


Recomendamos

Novo módulo REC N-Peak

No nosso curso certificado para instalações de alta eficiência, conhecerás as melhores práticas e recomendações para instalar paineis solares REC e a sua optimização mediante inversores Huawei.

Curso certificado de instalações de alta eficiência

A grande maioria dos módulos fotovoltaicos atuais oferecen garantias de 25 anos de produção mas... Como asseguro que após 25 anos a mina instalação continua a produzir mais de 80% da sua potencia inicial? Como detecto se um dos paineis não está a funcionar corretamente?

Conhecer Huawei

Fomos visitar os nossos colegas da Huawei para conhecer os benefícios dos seus inversores

Reader Interactions

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies